9 Gatinhos para adoção que estão perdendo as esperanças de conhecer o amor

Gatinhos para adoção

Gatinhos são os seres mais incríveis do planeta. São fofinhos, brincalhões, engraçados e cheios de amor, mas às vezes assustados e bravinhos por conta de tudo que já sofreram nas ruas.

Responda com sinceridade. Você confiaria, logo de cara, em qualquer ser humano depois de ser maltratado por vários deles?

Claro que não! O instinto de se proteger, de se defender, sempre fala mais alto. Não é mesmo?

Esses gatinhos que você conhecerá agora agem da mesma forma. Eles precisam aprender a confiar novamente e conhecer o lado bom do ser humano, para, então, demonstrar todo seu amor e carinho.

Veja também: 23 Fotos de gatinhos fofos clicados especialmente para derreter seu coração

Gatinho para adoção: Valente

Olá, meu nome é Valente. Quer saber o motivo?

Fui abandonado em um terreno baldio junto com outros nove gatinhos quando éramos filhotes e precisei ser valente para sobreviver.

Na rua a gente passa frio, fome, precisa se defender de gatos maiores (e mais bravos) e ainda sofre maus-tratos daqueles que se dizem seres humanos, racionais.

Acabei ficando com muito medo das pessoas e levo bastante tempo para confiar e demonstrar meu amor. Por conta disso, os anos foram passando e ainda não tive uma chance de ser feliz.

Hoje tenho 7 anos e, modéstia a parte, continuo lindo. Não acha?

Preciso de alguém que tenha experiência com gatinhos e que seja paciente para que eu possa fazer tudo no meu tempo.

Como estou na cidade de São Paulo, essa pessoa precisa morar aqui ou em uma das cidades do ABC (Santo André, São Bernardo, São Caetano).

Outra coisa, a casa precisa ser muito segura para eu não ter acesso à rua. Se for apartamento, tem de ser todo telado, inclusive janelas de banheiros.

Quer me dar uma chance de ser feliz? Preencha esse formulário.

Gatinha para adoção: Pink

Olá, meu nome é Pink, tenho três anos e meio e já sou uma gatinha quase normal. Sou vacinada, castrada e negativa para Fiv e Felv.

Quando fui resgatada era muito assustada. Olha, vivi nas ruas por aproximadamente um ano e posso te garantir que não é nada fácil.

Hoje, deixo que me façam carinho, ronrono e, no lar temporário, até durmo na cama, acredita? Geralmente é assim, a gente só precisa confiar novamente.

Agora quero uma família só minha. Preciso de alguém que não tenha pressa para me conquistar e que, de preferência, já tenha outro gatinho.

Eu amo irmãos felinos!

Além disso, só posso ir se você morar na cidade de São Paulo ou alguma das cidades do ABC (Santo André, São Bernardo, São Caetano).

Quer me ensinar o que é o amor? Preencha esse formulário.

Gatinho para adoção: Indiana Jones

Muito prazer, Indiana Jones. Deixa eu adivinhar, agora você está se perguntando de onde veio meu nome, certo?

A explicação é simples, é porque fui um grande aventureiro nas ruas, rsrs.

Apesar de um dia ter sido muito arisco, agora sou apenas desconfiado. Isso é natural em gatinhos que viveram nas ruas. Infelizmente, a gente precisa se defender de humanos maus.

Adoro um carinho, um cafuné, deito e até mostro a barriga, acredita? Mas não abuse, nem pense em me pegar no colo, rsrs.

Hoje tenho sete anos e meio. Sou forte e saudável, mas devido os resfriados desenvolvi uma gripe crônica que, às vezes, faz voar melequinha quando espirro.

Diante desse teu grande coração tenho certeza que isso não será problema.

Você mora na cidade de São Paulo ou em alguma das cidades do ABC (Santo André, São Bernardo, São Caetano)? Então vamos ser felizes juntos!

Eu estou te esperando, basta fazer contato através deste formulário.

Mas olha, só posso te dar meu amor se sua casa for completamente segura para que eu não tenha acesso à rua.

E se você mora em apartamento, tem de ser todo telado, inclusive janelas de banheiros, pois ainda não sei voar.

Leia também: 11 motivos para adotar um gato

Gatinhas para adoção conjunta: Peppa e Tatoo

Olá, somos a Peppa e Tatoo, duas gatas lindas, guerreiras e irmãs de coração.

Vivemos por cerca de dois anos nas ruas, onde tivemos de sobreviver a uma demolição e criamos um forte laço de amor durante nosso resgate.

Portanto, nos amamos muito e queremos viver juntas para o resto de nossas vidas. Ainda temos certo receio de humanos, especialmente crianças, mas com o tempo seremos muito amor e gratidão.

Quer dar uma chance pra gente ser feliz? Preencha esse formulário.

Você só precisa ter uma casa segura para que a gente não tenha acesso à rua ou apartamento todo telado, inclusive sacadas e janelas de banheiros.

Além disso, a residência precisa ser nas cidades de São Paulo, Santo André, São Bernardo ou São Caetano.

Gatinho para adoção: Toninho

Olá, meu nome é Toninho. Tenho quatro anos e meio, sou saudável, lindo e um pouquinho assustado.

Fui resgatado com dois irmãos. Eles já ganharam um lar, mas eu ainda estou aqui aguardando ansiosamente pela minha vez de ser feliz.

Sou castrado, vacinado e negativo para fiv e felv.

Vamos ser felizes juntos? Então preenche esse formulário.

Mas antes eu preciso dizer uma coisa. Sua casa não pode ter rotas de fuga e se você morar em apartamento, todas as janelas precisam ter tela de proteção. Só aceito que me adote com responsabilidade.

A residência também precisa ser nas cidades de São Bernardo, Santo André, São Caetano ou São Paulo.

Veja também: Guia de vacinas para gatos

Gatinha para adoção: Tabata

Olá, meu nome é Tabata. Embora eu seja essa gatinha linda, vou confessar, por ser arisca acho que tenho poucas chances de conhecer o amor.

Você sabe o que é uma gatinha arisca? Muita gente acha que é uma gatinha brava, mas na verdade, sou só assustada, reflexo da vida nas ruas.

Na rua, além de passar frio, fome e precisar se defender de gatos bravos, a gente ainda sofre nas mãos de pessoas más.

Você concorda que assim fica difícil confiar em outros humanos?

Fui resgatada com meus filhotes e todos eles já foram adotados. Eu, por ter medo, acabei ficando para trás.

Sei que será difícil me tornar uma gatinha de colo e pode ser que isso nunca aconteça. Mas me dá uma chance? É só pensar no bem que você estará me fazendo e preencher esse formulário.

Você só precisa morar na cidade de São Paulo, Santo André, São Bernardo ou São Caetano. A casa deve ser segura para eu não fugir, se for apartamento, é necessário ter tela em todas as janelas.

Leia também: Novo disque-denúncia exclusivo para maus-tratos contra animais domésticos

Gatinho para adoção: Fred

Olá, eu sou o Fred, um gatinho lindo, preto e branco, de seis anos e meio. Mas adivinha? Também sou medroso e assustado.

Calma, vou contar minha história e você vai entender. Eu vivia com meus amigos em uma daquelas casas que foram abandonadas para construção de um metrô.

Nem sei direito o que é isso. De repente, chegaram várias máquinas e aquele barulho todo nos assustou. Agora sou assim, desconfio de tudo e de todos.

Serei sempre assim? Só o tempo irá dizer.

A boa notícia é que muitos gatinhos como eu, depois de ganharem um lar de verdade, se tornaram gatinhos de sofá e voltaram a confiar em humanos.

Consegue abrir seu coração, sua casa e me dar uma chance? Então preenche esse formulário.

Mas tem um detalhe, só posso morar com você em uma casa segura (sem rotas de fuga). Se for apartamento, como não tenho asas, é preciso ter tela de proteção em todas as janelas, mesmo as de banheiros.

E só aceito morar nas cidades de São Bernardo, Santo André, São Caetano ou São Paulo. Pareço muito exigente, né? Desculpe por isso, mas é para meu próprio bem.

Gatinha para adoção: Paula

Olá, meu nome é Paula e sou essa gatinha linda, de olhos verdes, vacinada, castrada e pronta para ser feliz.

Assim como meus amigos que você acabou de conhecer, também tenho uma boa dose de medo. Na verdade, é receio de ser maltratada novamente.

Para me conquistar você precisa ter paciência e saber que tudo acontecerá no meu tempo. Basta você me dar amor e carinho que, de repente, um dia eu me rendo e me entrego.

Vamos ser felizes juntos? Então preenche esse formulário.

Você só precisa morar em uma casa segura (sem rotas de fuga). Caso more em apartamento, como não sei voar, todas as janelas precisam ter tela de proteção.

Também precisa residir nas cidades de São Paulo, São Bernardo, Santo André ou São Caetano. Não é nada pessoal, nem frescura, tá?

Essa exigência é porque as pessoas que me levarão até você precisam verificar o local pessoalmente para terem certeza de que estarei em boas mãos.

Bom, esses são os 9 gatinhos disponíveis para adoção que estão quase perdendo as esperanças de encontrar uma família cheia de amor por precisarem de adotantes ainda mais especiais.

Eles não têm culpa nenhuma de serem assim. Infelizmente, precisaram desenvolver esse instinto de proteção para que pudessem sobreviver nas ruas.

A boa notícia é que o amor supera tudo. Com paciência e muito carinho, podem se render e se tornarem até gatinhos de colo.

E aí, vai dar uma chance para algum deles? Fale com a gente.

Mas lembre-se: um animal é uma vida e não é descartável. Pense no quanto já sofreram e não os faça sofrer mais. Adote com responsabilidade!

Aproveite para conhecer nossa lista com mais de 1000 nomes para gatinhos e gatinhas.

Siga a Arbolez no FacebookInstagram e Twitter para acompanhar dicas, notícias e curiosidades sobre pets.

Você ama gatinhos? Compartilhe esse post em suas redes sociais para que mais pessoas conheçam essas histórias. De repente alguém pode dar a eles um lar e muito o amor.