Ranking de inteligência canina

Ranking de inteligência dos cães

Sempre que falamos em ranking de inteligência canina, um dos primeiros pensamentos que tomam conta das pessoas é uma espécie competição entre os cães. Será que é isso mesmo?

De certa forma, podemos afirmar que este pensamento é verdadeiro.

No entanto, não é para contestar a inteligência natural dos cães, de raça ou vira-lata, com a qual todos nós estamos acostumados.

Em seu livro, “a inteligência dos cães”, Stanley Coren, especialista em comportamento animal da Universidade de Colúmbia Britânica, no Canadá, trata da inteligência canina em relação à capacidade de “obediência e trabalho”.

A fim de evitar dúvidas acerca de seu trabalho no ranking de inteligência canina, o autor explica que existem basicamente três tipos distintos.

Tipos de inteligência canina

Esses são os tipos de inteligência dos cachorros que devemos considerar:

1. Inteligência de adaptação

A inteligência de adaptação dos cães é baseada em testes de QI que representam a capacidade do animal de aprender e resolver problemas.

Varia de um cão para outro, inclusive quando comparados animais da mesma raça.

2. Inteligência instintiva

Assim como a primeira, Stanley diz que a inteligência instintiva também varia de um cachorro para outro e deve ser medida através de testes de QI.

3. Inteligência de trabalho e obediência

O terceiro tipo de inteligência está relacionado à capacidade do animal em realizar trabalhos e obedecer aos estímulos que lhes são feitos.

Como foi feito o ranking de inteligência dos cães?

O ranking de inteligência dos cães foi um experimento realizado com base em um questionário desenvolvido pelo próprio Stanley Coren.

Para a realização dos testes, o autor contou com o apoio de juízes especializados em testes de obediência canina que aplicaram a prova para pets dos Estados Unidos e Canadá.

Embora existisse o risco de uma avaliação indireta, Coren garante que o objetivo do experimento, que era avaliar o maior número de cachorros de raça, foi alcançado com sucesso.

De 208 juízes especialistas, 199 preencheram seu questionário corretamente.

Graduações da avaliação de inteligência canina

De 1 a 10

Dentro deste grupo estão os cães mais bem avaliados no experimento, aqueles que melhor responderam aos testes de capacidade de obediência e trabalho.

Os resultados comprovaram que a maioria dos cães desta graduação compreendem comandos básicos após apenas cinco repetições e não precisam de treinos para repeti-los.

Também ficou claro que em 95% dos casos os animais acataram aos comandos já na primeira tentativa e executaram a ordem segundos após ela ser dada, mesmo com o dono distante.

De 11 a 26

Nesta faixa de graduação estão excelentes cães de trabalho, animais que entenderam os comandos básicos dentro de 5 a 15 repetições.

Com relação a resposta dos cães na primeira ordem, o resultado foi positivo para 85% dos casos, mas com tempo de resposta mais longo para comandos mais complexos e situações em que os donos estão distantes.

No entanto, todas as situações podem ser melhoradas com a prática.

De 27 a 39

Cachorros que pertencem a este grupo são classificados como acima da média, pois precisam somente de 15 a 20 repetições para compreensão de comandos básicos.

Mediante um bom treinamento esses cães tendem a responder o primeiro comando em 70% dos casos.

O que pesa para este grupo e os difere dos anteriores, especialmente dos cachorros mais inteligentes, é a demora em responder aos comandos e falta de concentração diante do distanciamento do dono.

De 40 a 54

A partir deste grupo o nível de inteligência de obediência e trabalho começa a cair, sendo necessárias de 25 a 40 repetições para entendimento de comandos simples.

A resposta aos comandos na primeira tentativa fica na casa dos 50% a depender da qualidade do treinamento, como por exemplo, uma quantidade maior de repetições.

Outro ponto importante é a lentidão de resposta, ou seja, um tempo mais longo entre a ordem dada pelo dono e a execução do comando pelo animal.

De 55 a 69

Os cães deste grupo tem sua capacidade de obediência e trabalho classificada como razoável.

Em alguns casos, os primeiros sinais de compreensão aparecem somente após 25 repetições e para assimilar e executar comandos com confiança é necessário de 40 a 80 repetições.

Mesmo depois de terem aprendido, o nível de obediência é baixo e somente em apenas 30% dos casos respondem aos comandos na primeira tentativa.

Para que fiquem dentro de um nível aceitável são necessários treinamentos de reforço constantes.

Outra questão importante para os cachorros desta graduação é o fato de a obediência ficar ainda mais comprometida em situações onde o dono esteja distante.

De 70 a 80

Esta é a última graduação. Os cães que pertencem a este grupo são classificados com o menor nível de inteligência de trabalho e obediência.

Para ter uma ideia, eles precisam de até 40 repetições apenas para sinalizarem o entendimento do que estão fazendo, em geral, atividades simples.

A confiabilidade na execução dos comandos vem com mais de 100 repetições, um número bem elevado se comparado com os grupos anteriores.

Ranking dos cachorros mais inteligentes

Conheça o ranking dos cachorros mais inteligentes1º – Border Collie

2º – Poodle

3º – Pastor Alemão

4º – Golden Retriever

5º – Dobermann

6º – Pastor de Shetland

7º – Labrador

8º – Papillon (Phalene)

9º – Rottweiler

10º – Australian Cattle Dog

11º – Welsh Corgi Pembroke

12º – Schnauzer Miniatura

13º – Springer Spaniel Inglês

14º – Pastor Belga Tervuren

15º – Pastor Belga Groenland, Schipperke

16º – Collie, Keeshond

17º – Pointer Alemão de Pêlo Curto

18º – Cocker Spaniel Inglês, Flat-Coated Retriever, Schnauzer Standard

19º – Brittany

20º – Cocker Spaniel Americano

21º – Weimaraner

22º – Pastor Belga Malinois, Bernese Mountain Dog

23º – Spitz Alemão

24º – Irish Water Spaniel

25º – Vizsla

26º – Welsh Corgi Cardigan

27º – Yorkshire Terrier, Chesapeake Bay Retriever, Puli

28º – Schnauzer Gigante

29º – Airedale Terrier, Boieiro de Flandres

30º – Border Terrier, Briard

31º – Welsh Springer Spaniel

32º – Manchester Terrier

33º – Samoieda

34º – Field Spaniel, Terra Nova, Terrier Australiano, American Staffordshire Terrier, Setter Gordon, Bearded Collie

35º – Setter Irlandês, Cairn Terrier, Kerry Blue Terrier

36º – Norwegian Elkhound

37º – Pinscher Miniatura, Affenpinscher, Silky Terrier, Setter Inglês, Pharaoh Hound, Clumber Spaniel

38º – Norwich Terrier

39º – Dálmata

40º – Soft Coated Wheaten Terrier, Bedlington Terrier, Fox Terrier Pêlo Liso

41º – Curly Coated Retriever, Irish Wolfhound

42º – Kuvasz, Pastor Australiano

43º – Pointer, Saluki, Spitz Finlandês

44º – Cavalier King Charles Spaniel, Braco Alemão de Pelo Duro, Coonhound Preto e Castanho, Cão D’Água Americano

45º – Husky Siberiano, Bichon Frisé, King Charles Spaniel

46º – Tibetan Spaniel, Foxhound Inglês, Otterhound, Foxhound Americano, Greyhound, Griffon de Aponte de Pelo Duro

47º – West Highland White Terrier, Deerhound

48º – Boxer, Dogue Alemão

49º – Dachshund, Staffordshire Bull Terrier

50º – Malamute do Alasca

51º – Whippet, Shar Pei, Fox Terrier Pelo Duro

52º – Rhodesian Ridgeback

53º – Podengo Ibicenco, Welsh Terrier, Terrier irlandês

54º – Boston Terrier, Akita

55º – Skye Terrier

56º – Norfolk Terrier, Sealyham Terrier

57º – Pug

58º – Bulldog Francês

59º – Griffon de Bruxelas, Maltês

60º – Greyhound Italiano

61º – Cão de Crista Chinês

62º – Dandie Dinmont Terrier, Pequeno Basset Griffon da Vendeia, Terrier Tibetano, Spaniel Japonês, Lakeland Terrier

63º – Old English Sheepdog

64º – Cão dos Pirineus

65º – São Bernardo, Scottish Terrier

66º – Bull Terrier

67º – Chihuahua

68º – Lhasa Apso

69º – Bullmastiff

70º – Shih Tzu

71º – Basset Hound

72º – Mastino Napoletano, Beagle

73º – Pequinês

74º – Bloodhound

75º – Borzoi

76º – Chow Chow

77º – Bulldog Inglês

78º – Basenji

79º – Afghan Hound

Agora que você conheceu o ranking de inteligência canina, confira nosso guia de raças de cachorros de A a Z.

Aproveite e siga a Arbolez no Facebook, Instagram e Twitter para acompanhar as notícias do mundo animal.